Se quiser conversar, tirar dúvidas ou me mandar perguntas, estou à sua espera logo aqui: ninanhaia@gmail.com

Contato

Sydney e Jervis Bay - Australia

November 20, 2016

Me aventurando por Sydney.

 

Vocês que me acompanham pelo Instagram, viram que mês passado mudei para Austrália e vou ficar por aqui por mais 3 meses estudando inglês. A cidade escolhida foi Perth, do lado Oeste da Austrália (Western Austrália).

Vida nova, cultura nova e muita coisa para descobrir, aventurar e aprender. Muitos pontos positivos e negativos, mas esses detalhes vou deixar para o próximo post. (Quem quiser mandar perguntas ou dicas de como é morar fora do país será um prazer responder).

 

 

Como eu já estava pela Austrália não podia deixar de conhecer Sydney. A sorte foi que bem na semana seguinte que chegamos por aqui meu marido teve um curso do trabalho em Sydney e aproveitamos para ir e turistar por lá alguns dias.

 

A Passagem Perth • Sydney não é nada barata e é bem caro viajar pela Austrália de avião. Mas é a melhor opção, nosso voo teve duração de 4 horas, pagamos Ida e Volta um total de 430 AUD por pessoa.  (O fuso de uma cidade para outra interfere na Ida e na Volta).

 

Escolhemos nos hospedar em uma casa do AIRBNB para economizar um pouco, foi uma ótima opção, já que usamos a casa apenas para dormir. Mas é sempre bom dar uma pesquisada e analisar os feedbacks de cada casa no site antes de fechar.

 

Nosso primeiro dia em Sydney fizemos o passeio mais comum por lá, visitamos o Opera House e a Harbour Bridge. É bem bacana visitar essa parte da cidade, muitos barzinhos, turistas e artistas de rua ficam no caminho que leva até o Opera House, Vale a pena a visita.

Mas na minha opinião a vista desses dois ícones da cidade fica ainda mais bonita quando você vê pelo Ferry Boat. Principalmente no final da tarde, quando o pôr do sol ilumina a ponte e o Opera House.

 

 

O que eu mais gostei do transporte de Sydney foi a facilidade de ir para qualquer lugar com o transporte público.

Se você for pegar Uber/taxi vai gastar uma fortuna para se locomover no transito da cidade e também para visitar os lugares mais distantes. A opção de metro é ótima, diversas linhas cruzam a cidade toda e você não gasta tanto para se locomover, sem contar a organização e limpeza dos trens e estações. Coisa de primeiro mundo, fato!

Mas o meu preferido foi a locomoção via ferry boat, além de você ir conhecendo a cidade e apreciando a vista da baia de Sydney, o custo é ótimo e também é bem rápido. Tudo que eu fazia por lá, fazia de barca e o melhor, os horários de chegada e saída já ficam todos organizados no painel, e eles realmente chegam e saem no horário, então você consegue se organizar e programar sua trip ao longo do dia.

 

No segundo dia, fomos visitar a Manly Beach, uma das praias mais populares de Sydney, pegamos o ferry em Rose Bay (perto de onde estávamos hospedados) em direção a Manly. Levamos cerca de 30 minutos e pagamos um valor de 15 Aud na passagem de ida e volta.

 

O bairro é bem litorâneo, bem conhecido pela pratica de atividades como surf, mergulho e vôlei de praia. Então você encontra facilmente diversos restaurantes, cafés e lojinhas de surf pela orla da praia.

Ótima opção para passar o dia com a família e amigos.

 

Infelizmente no dia que fomos o dia estava lindo, porém muito, muito frio. Não aguentamos ficar muito na praia, então preferimos passear pelo centrinho. Se você, assim como nós, gosta de comer uma besteira não deixe de passar no stand de Dougnuts Time, e experimentar o recheado com nutella. Uma explosão doceeeeeee dos deuses.

 

No terceiro dia alugamos um carro (cerca de 110 AUD o dia, se agendar com antecedência sai mais barato) e turistar um pouco mais longe.

Quando falei que ia estar em Sydney recebi uma mensagem de uma seguidora falando sobre a Hyams Beach, que fica localizada em Jervis Bay, cerca de 2 horas e meia para o sul de Sydney.

 

Confesso que foi a melhor dica que recebi até agora, a praia é simplesmente maravilhosa e vale muito a pena tirar um dia do roteiro para visitar. Logo quando você chega você dá de cara com uma areia branca parecendo talco, o mar azul clarinho e de quebra golfinhos e arraias passeando pelo mar da baia, um lugar totalmente paradisíaco e inesquecível.

 

Vale a pena fazer uma caminhada até a ponta esquerda da praia, por lá você encontra duas praias divididas por pedras, com areia finíssima e aguas azul-turquesa cristalina.

Hyams Beach está classificada entre as mais lindas praias do mundo, não só ela, mas algumas outras praias de Jervis Bay também. Então se vier com tempo aconselho a fazer toda a costa dessa baia.

 

A praia não possui nenhuma infraestrutura de restaurantes ou café próximos, então se for programar ficar a tarde toda por lá lembre de levar comida, e jogar os lixos em um lugar adequado.

 

 

Enquanto estávamos em Hyams Beach avistamos um farol do outro lado da baia e decidimos seguir viagem para lá. Perguntamos em um restaurante se era possível chegar até ele e descobrimos que a entrada é pelo Parque Nacional de Jervis Bay (Jervis Bay National Park ).

Logo na entrada fomos recebidos com um folder explicando os diversos locais que possuem acesso pelo parque, praias fechadas, farol no alto do penhasco (Point Perpendicular Lighthouse), trilhas e vistas de tirar o folego.

 

 

Optamos para seguir em 3 caminhos diferentes pois tínhamos apenas 3 horas de visita até o parque fechar (ele fecha para visita as 18h).

O primeiro local que visitamos foi a Honeymoon Bay, infelizmente o dia que estávamos lá a maré estava muito alta e o mar com ressaca, então não pudemos ver a maravilha que é esse lugar. Quando chegamos quase não tinha areia e o mar não estava cristalino como normalmente, mas mesmo assim estava lindo.

 

 FOTO DE ACERVO -  INTERNET

 

Em seguida partimos para visitar o farol, a vista de lá é maravilhosa, porem todo o penhasco é cercado por grades para evitar qualquer problema com os visitantes.

A terceira escolha que fizemos foi conhecer o Outer Tubes, uma trilha de 2km que leva até um penhasco direto ao mar, onde fica até hoje os restos de lançadores de torpedos que protegiam a baia durante a guerra, por isso o nome Outer Tubes. Um dos visuais mais incríveis que encontramos por lá.

 

Como tivemos pouco tempo de visita no parque não pudemos conhecer tudo o que o mesmo oferece, então com toda certeza se tiver a oportunidade de voltar para Sydney, sem dúvidas alguma programo uma nova ida a Jervis Bay para aproveitar ainda mais a beleza que essa baia oferece.

 

 

Quem me conhece sabe que sou louca por animais, principalmente os marinhos. No quarto dia por Sydney programei o passeio das baleias, onde ficamos por cerca de 2 horas em um barco observando a passagem delas para o Sul. Esse passeio só ocorre entre outubro e dezembro que é quando elas fazem a travessia. Normalmente os barcos ficam parados e elas aparecem cerca de 1km de distância (Poucas aparecem perto dos barcos).

 

Um dos momentos mais emocionantes desse passeio foi quando uma família de 5 baleias apareceu bem na minha frente e bem próximas ao barco, não me continha de tanta felicidade e não acreditava no que estava vendo, com toda certeza o momento mais inesquecível dessa viagem para mim.

 

 

 

Neste mesmo dia eu perdi a balsa que me levava de volta para casa e por sorte encontrei uma senhora que me ofereceu uma carona até um outro bairro onde eu poderia pegar a balsa de volta.

No caminho fomos conversando sobre a cidade e que eu estava lá a turismo e ela me falou sobre um Cliff em Watson Bay que eu deveria conhecer e que ela poderia me levar lá.

 

Watson Bay é um bairro muito gostoso de Sydney onde um lado eles têm toda a visão da baia e do outro o mar aberto, os visitantes podem caminhar ao redor de todo o Cliff e admirar o visual maravilhoso do lugar.

 

 

No último dia antes de voltarmos para Perth fui conhecer a famosa Bondi Beach, uma delícia de praia. Super bem localizada ela é o ambiente dos surfistas e dos jovens, um ótimo lugar para passar a tarde, descansar e se divertir.

 

Sydney foi um lugar maravilhoso, tirando o centro cidade que parecia muito São Paulo, os demais lugares que conheci foram inesquecíveis, adorei cada minuto.

 

Como foram apenas 5 dias não tive muita chance de conhecer outros lugares tão incríveis quanto os que eu fui, mas quem sabe volto em breve.

 

Espero que tenham gostado da aventura e se tiverem qualquer duvidas ou perguntas será um prazer responder.

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Paulistana, apaixonada pela natureza, esportes radicais, viagens e bem-estar.

Por aqui um pouquinho do meu mundo e de tudo que amo.

Espero passar essa energia boa e inspirar a ter uma vida mais leve.